Vendida sociedade para a construção de um novo edifício de escritórios no Campo Grande

O veículo foi adquirido por empresas do grupo Atenor por um preço não revelado.

A JLL representou os vendedores, fundos geridos pela Blackstone trabalhando em conjunto com a Multi Corporation na transação que visa a construção de um novo edifício de escritórios no Campo Grande, em Lisboa. A consultora assessorou assim a venda da sociedade que vai desenvolver o designado Interface North do Campo Grande, que era gerida pela Multi e propriedade de fundos geridos pela Blackstone.

A sociedade detém os direitos de construção de um projeto com mais de 14.000 m2 de escritórios numa das zonas mais apetecíveis da capital. Num momento de grande crescimento da procura de escritórios novos em Lisboa, a cidade vai poder contar com um novo edifício de escritórios num dos pontos estratégicos em termos de centralidade e acessibilidades.

Com uma localização privilegiada, no Campo Grande junto ao terminal de transportes, entre o Estádio Alvalade XXI e o edifício sede da NOS, o projeto permite a construção de um novo edifício de escritórios com mais de 14.000 m2. O veículo foi adquirido por empresas do grupo Atenor por um preço não revelado.

De acordo com o comunicado enviado ao Brainsre News Portugal, a transação foi intermediada pela equipa de Development da JLL em representação dos vendedores, que já tinham confiado à consultora a comercialização do projeto de desenvolvimento imobiliário Metropolis, mesmo ao lado.

Segundo Gonçalo Ponces, Head of Development da JLL, “Esta sociedade gerou muito interesse entre os promotores imobiliários pois detém os direitos para a construção de um projeto de grande dimensão e visibilidade, numa localização excelente e para um segmento onde a procura está especialmente forte, como é o caso dos escritórios. Além disso, prova que a atual conjuntura não arrefeceu o apetite para investir em novos projetos na cidade de Lisboa e que esse interesse não se esgota na habitação”.