Sonae Sierra poupa 15 milhões em 2020 com medidas de ecoeficiência

Há mais de duas décadas que a Sonae Sierra integrou a sustentabilidade na sua estratégia de negócio.

A Empresa reduziu as suas emissões de CO2 em 84% desde 2005 e o consumo de eletricidade em 66% desde 2002. Quanto à percentagem de reciclagem de resíduos, esta cresceu 223% desde 2002 e o consumo de água diminuiu 32% desde 2003. São estes os dados avançados pela Sonae Sierra, na qual a integração da sustentabilidade na estratégia de negócio, se traduziu na gestão inteligente e ecoeficiente dos recursos naturais e na melhoria das condições de segurança e saúde.

A Sonae Sierra pretende ser uma empresa neutra em emissões de C02 em 2040, antecipando em 10 anos a meta da Comissão Europeia, de transformar a União Europeia no primeiro continente neutro em carbono até 2050.

Num ano que ficou marcado pela crise sanitária, a gestão sustentável da empresa permitiu a poupança de 15 milhões de euros em custos operacionais, o que demonstra o valor criado pela implementação de medidas de gestão de energia, água e resíduos nos seus ativos.

O ano passado marca, desta forma, uma evolução da estratégia de sustentabilidade na Sonae Sierra para, a partir de 2021, passar a focar-se em duas prioridades. Por um lado, um ambiente urbano resiliente, uma prioridade estratégica em que a empresa quer garantir as necessidades humanas e de negócio das cidades do futuro, assegurando a sua continuidade, ao tornar as operações sustentáveis e os edifícios resilientes, através de soluções de sustentabilidade e da inclusão de critérios de investimento responsável. Por outro lado, colaboradores seguros, saudáveis e envolvidos, outra prioridade em que a empresa quer garantir uma força de trabalho diversa, inclusiva e comprometida, assegurando o desenvolvimento das suas aptidões e produtividade numa cultura segura e saudável.

Segundo Elsa Monteiro, Diretora de Sustentabilidade da Sonae Sierra, “A estratégia de sustentabilidade da Empresa evoluiu. Mantém-se no centro da estratégia de negócio, tal como o propósito de desenvolver soluções que criem valor partilhado para a empresa, o ambiente e a sociedade, mas amplia o foco no espaço urbano mais abrangente, e não especificamente em retalho imobiliário. Por outro lado, alarga também a ambição para os seus colaboradores, passando a incluir nas suas prioridades a igualdade de género e a retenção de talento, a par do que já vinha sendo implementado para a segurança, saúde e motivação dos colaboradores. A Empresa pretende também aumentar a consciencialização dos colaboradores, clientes, parceiros e demais stakeholders para a necessidade de se unir esforços para responder às alterações climáticas, definindo o objetivo de neutralidade carbónica para 2040, antecipando em 10 anos a meta da Comissão Europeia.”

A Sonae Sierra foi, em 2020, uma das 155 empresas multinacionais que assinaram a declaração “Recovery Better”, promovida pela iniciativa Science Based Targets, pelo Global Compact das Nações Unidas e pela We Mean Business Coalition, com o objetivo de instar os governos de todo o mundo a integrar a ação climática nos seus planos de recuperação económica pós-pandemia de Covid-19.

Ainda em 2020, as soluções da Sonae Sierra para fazer face à COVID-19 foram distinguidas nos International Business Awards®. Desde o ano passado, a Sonae Sierra dispõe de uma declaração da auditora Lloyd’s Register que atesta que o sistema de gestão de ambiente, segurança e saúde certificado pelas ISO 14001 e 45001 e implementado nos centros comerciais geridos pela Empresa minimiza o risco de transmissão do novo coronavírus.

A empresa promoveu igualmente em 2020 várias ações internas para aumentar o seu contributo para um planeta mais sustentável, sensibilizando os seus colaboradores para a importância da sustentabilidade. A Sonae Sierra integrou o evento organizado pelo Grupo Sonae “Por um Futuro Sustentável”, que teve como finalidade partilhar com os colaboradores como é que a empresa está a contribuir com soluções para os atuais desafios ambientais e sociais e quais os seus objetivos de redução do uso de plástico; e promoveu ainda a campanha “Stop Climate Change”, para aumentar a consciencialização dos colaboradores e stakeholders para as alterações climáticas e o impacto das mesmas, além da importância de cada um para uma mudança coletiva e cada vez mais urgente.