Rendas das habitações em Lisboa continuam 18% abaixo ao período pré-pandemia

Ainda assim verificou-se um aumento de 2,5% no 3º trimestre.

Apesar de recuperarem, com uma subida de 2,5% no 3º trimestre, as rendas das habitações em Lisboa continuam 18% abaixo ao período pré-pandemia, é o resultado do Índice de Rendas Residenciais da Confidencial Imobiliário. A análise observa que as rendas na capital chegaram ao 3º trimestre deste ano 17,9% abaixo dos níveis pré-Covid.

Segundo os resultados, este indicador atenuou face aos dois trimestres anteriores, quando as rendas em Lisboa apresentavam uma quebra de 19,9% relativamente ao período anterior à pandemia. Apesar da acentuada diferença, esta é a primeira vez que o declive das rendas praticadas face ao pré-Covid se desagrava.

De acordo com o Índice de Rendas Residenciais da Confidencial Imobiliário, o comportamento reflete a tendência de recuperação do mercado observada desde o final do ano passado, a qual culminou numa subida trimestral de 2,5% no 3º trimestre, após a estabilização verificada no 2ºtrimestre (-0,1%). Desta forma, a variação trimestral volta a terreno positivo pela primeira vez desde o início da pandemia.

A taxa de variação homóloga das rendas na capital situou-se em -6,1% no 3º trimestre, quase 11 pontos percentuais acima dos -18,0% que atingia no início do ano e em novo abrandamento face aos -12,0% registados no trimestre anterior.

Mais a norte, no Porto as rendas das habitações também ainda são inferiores ao nível pré-pandemia em 10,1%, enquanto a nível nacional a quebra é de 1,3%. As rendas no Porto apresentaram no 3º trimestre, uma ligeira quebra de 0,7% e uma variação homóloga de -8,4%, em ambos os casos desagravando as descidas verificadas no trimestre anterior. A nível nacional, as rendas já sobem quer na comparação trimestral (+1,4%) quer na homóloga (+1,7%).

O Índice de Rendas Residenciais da Confidencial Imobiliário monitoriza o comportamento do mercado de arrendamento residencial, tendo por base as rendas dos novos contratos realizados.