Preço de venda de habitação aumenta 2,5% em maio

O preço médio de venda das habitações em Portugal Continental atingiu os 1.761€/m2..

O Índice de Preços Residenciais da revista Confidencial Imobiliário, que acaba de apurar os resultados de maio, conclui que o preço de venda das habitações em Portugal (Continental) registou um aumento de 2,5% face ao mês anterior.

Esta é a variação em cadeia mais robusta dos último dois anos e meio e marca uma aceleração face ao que tem sido o registo desde o início da pandemia, período em que as variações mensais não foram além de 1,0%.

De acordo com Ricardo Guimarães, Diretor da Confidencial Imobiliário “esta subida mensal é, de facto, bastante expressiva, mas é preciso percebermos se será uma situação isolada. Nos últimos três meses houve um aumento de cerca de 25% nas transações, o que acaba por refletir-se num comportamento positivo dos preços. Teremos agora que aguardar para ver se este comportamento quer dos preços quer das vendas procede, ou se, porventura, poderá ter sido uma reação mais imediata ao desconfinamento”.

Segundo o Índice de Preços Residenciais, este é o segundo mês consecutivo com intensificação na taxa de variação mensal dos preços, refletindo-se numa recuperação da valorização homóloga, que atinge em maio os 4,6%. Desde março de 2020 que a valorização homóloga tem vindo a perder força, quando se fixou em 15,6% e atingiu em fevereiro de 2021 um mínimo de 2,6%.

O preço médio de venda das habitações em Portugal Continental atingiu os 1.761€/m2 em maio, apurando-se um tempo médio de venda dos imóveis de 6 meses. Os dados hoje apresentados pela Confidencial Imobiliário, referentes aos preços e tempo de absorção são apurados no âmbito do SIR-Sistema de Informação Residencial.

O Índice de Preços Residenciais acompanha a evolução dos preços de transação de habitação, sendo apurado a partir dos dados reportados ao SIR-Sistema de Informação Residencial desde 2007.