O mercado imobiliário em Espanha no mês de Maio

Destaques de transações e notícias no mercado espanhol.

Em Maio, no mercado imobiliário espanhol destaca-se a nova Lei da Habitação, os movimentos no tecido empresarial imobiliário e a atividade no segmento hoteleiro.

O sector imobiliário foi palco de importantes transações, nomeadamente no sector residencial. Aedas Homes investiu 130 milhões de euros na promoção de mais de 100 novas habitações em Tenerife, e a Argis investiu 35 milhões de euros na promoção de 360 unidades Flex Living em Tres Cantos. A AQ Acentor investirá 35 milhões no seu primeiro projeto residencial em Múrcia.

Acontecimentos importantes durante o mês – A aprovação final pelo Senado e a publicação no Boletim Oficial do Estado do projeto de Lei da Habitação, bem como o Salão Internacional do Imobiliário de Madrid (SIMA), a principal feira imobiliária do país, com mais de 16.000 participantes, mais 28% do que na edição do ano passado.

Operações mais relevantes do mês – No setor logístico, o anúncio do promotor Panattoni de que vai injetar mais de 90 milhões de euros numa plataforma em Miranda de Ebro; no setor retalhista, a venda pela Aliseda Inmobiliaria do parque comercial El Osito, em Valência, à empresa francesa Iroko Zen; no setor hoteleiro, a estreia do Grand Hyatt em Espanha com a abertura do Grand Hyatt La Manga Club Golf & Spa; e nos escritórios e habitação para arrendamento, o anúncio de um investimento de 450 milhões de euros nos próximos cinco anos pelo grupo britânico Glenwell.

Empresas

Entre os principais movimentos da rede de negócios imobiliários espanhola, destacam-se os acordos comerciais e as aquisições de empresas.

Alianças empresariais – Em Maio, a IWG e a Mapfre assinaram um acordo para a gestão do maior centro de trabalho flexível de Espanha, situado em frente ao estádio Santiago Bernabéu, e a Veltis Rating incorporou na sua estrutura acionista o Grupo Tecnitasa e o Grupo Lar para continuar a desenvolver o rating imobiliário através da ferramenta Veltis Terminal.

Nos movimentos financeiros, destacam-se o banco suíço CBH, que adquiriu uma participação de 16% na Stoneweg, tornando-se o seu terceiro acionista; a compra da Haya Real Estate pela Intrum por 140 milhões de euros; a aquisição da empresa Quark pelo grupo Sener; e os dois lançamentos da Azora: um fundo de 250 milhões de euros que investirá em empresas que contribuam para a descarbonização da economia e um veículo para canalizar investimentos para o mercado americano.

Além disso, o fundo sul-africano Vukile adquiriu mais 10% da Castellana Properties por 59 milhões de euros, e a agência Evernest lançou duas novas linhas de negócio, Renting e Capital Markets, centradas no arrendamento residencial e nas grandes transações.

Residencial

A Stay by Kronos investiu 50 milhões de euros no desenvolvimento de 200 novas habitações para arrendamento em Córdoba, e a Aedas Homes anunciou um investimento de 130 milhões de euros em 160 novas habitações em Tenerife. A Aedas Homes anunciou um investimento de 130 milhões de euros em 160 novas habitações em Tenerife. Também entregou à Nestar um projeto de 160 habitações para arrendamento em Madrid.

Por outro lado, a Metrovacesa investiu 11,7 milhões de euros em 46 habitações em Sevilha, no bairro sustentável de Isla Natura-Palmas Altas; a Aedifica outros 13 milhões na construção de um lar de idosos em Zamora; o fundo Argis outros 35 milhões na promoção de 360 unidades Flex Living em Tres Cantos; e a empresa TM Grupo Inmobiliario investiu 12,5 milhões na promoção de cinco vivendas de luxo em Marbella.

Em termos de vendas de terrenos registadas em Maio, destaca-se a promotora imobiliária Premier España, com a compra de dois terrenos em Madrid para desenvolver 132 novas habitações, bem como a compra de um edifício para habitação flexível em Barcelona pela empresa Meridia, com um investimento de 10,3 milhões de euros. Além disso, a ASG Homes adquiriu um edifício de escritórios para o converter em 27 habitações no bairro de Salamanca, na capital do país.

Escritórios

No segmento de escritórios, houve alguns anúncios importantes em Maio: o grupo britânico Glenwell, no seu compromisso com Espanha, planeia investir 450 milhões de euros no mercado de arrendamento de escritórios e residências nos próximos cinco anos. Por seu lado, a sociedade Silicius anunciou a abertura de um novo espaço de coworking no seu complexo Rivas-Vaciamadrid, com uma superfície de 1.203 metros quadrados.

Barcelona também esteve em destaque durante este mês: a Meridia adquiriu dois edifícios de escritórios por 19 milhões de euros no bairro Sarrià-Sant Gervasi e a sociedade gestora Advenis adquiriu um edifício de escritórios de 3.850 metros quadrados em Sant Cugat.

Além disso, a Blackstone arrendou ao Grupo Jungle um espaço de escritórios no edifício Alaba 111, no bairro 22@. Esta nova Jungle House albergará empresas como a Lúcid e a PS21 Barna.

Hotelaria

Maio foi um mês muito importante para as aberturas de hotéis: o primeiro hotel de luxo de cinco estrelas na zona de Bilbau abrirá as suas portas no final do Verão e o Grand Hyatt estreou-se em Espanha com a abertura do Grand Hyatt La Manga Club Golf & Spa, o quarto da marca de luxo na Europa.

No setor da compra e venda, destacam-se a aquisição de 24 apartamentos turísticos em Sevilha por um family office valenciano, a compra do hotel Mirador de Ulzama, em Navarra, pelo grupo Thius, e a aquisição do hotel Aragón Hills & Spa, em Formigal, pela empresa Mazabi.

Além disso, o CaixaBank e o Cehat declararam que continuarão a apoiar o setor hoteleiro com outra linha de financiamento de 2.000 milhões de euros, disponível para os mais de 16.000 estabelecimentos de Espanha que fazem parte da associação.

Retalho

Destacam-se a venda do retail park El Osito, em Valência, por 26,5 milhões de euros, pela Aliseda Inmobiliaria à empresa francesa Iroko Zen, e a compra de 29 habitações e espaços em Madrid e Múrcia pela sociedade Ktesios Real Estate à Vivenio e ao Bankinter.

As transações mais significativas – A operação da Carrefour Property para reposicionar o centro comercial Puerta de Alicante num espaço de uso misto e o início da construção do centro comercial em Vilanova de Arousa, nas mãos da Desarrollos Vilanova, com um investimento de 20 milhões de euros.

Logística

Investimentos no sector da logística – O promotor Panattoni anunciou que vai investir mais de 90 milhões de euros numa plataforma logística de 131.000 m2 em Miranda de Ebro.

Além disso, o mês de Maio foi encerrado com a compra de um ativo logístico 100% arrendado em Barcelona pela Hines; a aquisição de um armazém industrial de 3.500 m2 em Barcelona pela SCPI Iroko Zen; e a venda pela Improving Logistics à P3 Logistic Parks de dois ativos em Picassent.

Por fim, importantes arrendamentos durante o mês: a empresa norte-irlandesa Lowe Rental instalou as suas novas instalações num armazém em Saragoça e a VGP arrendou um edifício de mais de 5.000 m2 em San Fernando de Henares à Areatrans.