Licenciamento e obras concluídas em níveis superiores ao período pré-pandemia

Construção revela sinais positivos, com número de obras licenciadas e concluídas a ultrapassar valores de 2019 no segundo trimestre.

De acordo com dados do INE, no 2º trimestre de 2021 foram licenciados 6,5 mil edifícios em Portugal, o que corresponde a um aumento de 27,1% face ao 2º trimestre de 2020 (+8,3% no 1º trimestre de 2021). Este valor supera em 9,3% os edifícios licenciados no 2º trimestre de 2019. 

Do total de edifícios licenciados, 74,1% eram construções novas e destas, 78,7% destinavam-se a habitação familiar. 

As regiões que mais se destacaram foram a Área Metropolitana de Lisboa (+41,8%), o Algarve (+38,4%), o Centro (+33,5%) e a Região Autónoma dos Açores (+30,2%). O número de edifícios licenciados em construções novas cresceu 27,3% face ao 2º trimestre de 2020, acompanhado por um crescimento de 25,4% nas obras de reabilitação. 

Em comparação com o trimestre anterior, o licenciamento em construções novas diminuiu 0,4% enquanto as obras de reabilitação decresceram 5,5%. Face ao 2º trimestre de 2019, o licenciamento para construções novas aumentou 14,7%, enquanto as obras de reabilitação diminuíram 6,7%. Com exceção da região do Alentejo (-1,9%), todas as regiões do país registaram um crescimento homólogo no licenciamento para construções novas, evidenciando-se o Algarve (+45,6%), a Área Metropolitana de Lisboa (+39,1%) e o Centro (+36,9%). 

Para o aumento observado na região do Algarve contribuiu o licenciamento de diversos empreendimentos imobiliários em vários municípios, designadamente Lagos, Albufeira, Tavira e Loulé. Na Área Metropolitana de Lisboa o aumento verificado deve-se em parte a empreendimentos imobiliários nos municípios de Lisboa e Oeiras.

Relativamente às obras concluídas, revela o Instituto Nacional de Estatística que, no 2º trimestre de 2021, o número total de edifícios concluídos (construções novas, ampliações, alterações e reconstruções) cresceu 3,3% em relação ao 2º trimestre de 2020 (+5,6% no 1º trimestre de 2021). Em comparação com o 2º trimestre de 2019, os edifícios concluídos aumentaram 7,9%. 

Estima-se que tenham sido concluídos 3,7 mil edifícios em Portugal, no 2º trimestre de 2021, correspondendo, na sua maior parte, a construções novas (79,6%) e que destas, 77,0% tenham tido como destino a habitação familiar. 

As regiões da Área Metropolitana de Lisboa, Algarve e Alentejo apresentaram um decréscimo homólogo nos edifícios concluídos, enquanto que nas demais regiões foram observadas variações homólogas positivas, destacando-se a Região Autónoma da Madeira (+37,1%).