Grupo Pestana compra Hotel Madeira Palácio por 45 milhões de euros

O Hotel Madeira Palácio vai ser transformado em apartamentos e construção de um novo hotel.

Ainda no mês de abril veio a público que o Grupo Pestana oferecia 45 milhões de euros pela aquisição do ativo, a unidade hoteleira estava nas mãos do BCP e estava parada há 10 anos. Agora, a maior cadeia hoteleira nacional é oficialmente a dona do abandonado Madeira Palácio, avança o jornal ECO.

Na passada sexta-feira o Grupo Pestana fechou a compra do imóvel com o BCP, o objetivo é transformar o hotel em apartamentos para venda, mas também construir um novo hotel.

O Madeira Palácio é composto por quatro lotes: o hotel propriamente dito, uma zona de apartamentos, um terreno para construção ao lado do Pestana Bay e um lote com habitações em regime de colonia, um regime que só existe na Madeira, em que as casas estão habitadas e os colonos têm direito de preferência, explicou ao ECO José Theotónio.

O ativo que pertencia à empresa Lignum – Investimentos Turísticos da Madeira, controlada pelo Grupo Fibeira.  foi inaugurado sob a marca Hilton, em 1972, que deixou a Madeira na década de 80, passando este a ser gerido pelo grupo que operava o Estoril Palácio e o Hotel Lisboa Penta. Mais tarde, decorria o ano de 2001 e o hotel foi totalmente remodelado, tornando-se no mais luxuoso da Madeira. Fechou portas em 2007 e em 2014, a Lignum tinha mais de 137 milhões de euros acumulados em dívidas, tendo o BCP, o seu maior credor, requerido a insolvência da empresa nesse ano.

Com vista para o oceano, o Hotel Madeira Palácio estava no mercado desde o verão do ano passado.