Empréstimos para habitação em abril totalizaram 1220 milhões

O Banco de Portugal publicou hoje as estatísticas de taxas de juro de novas operações de empréstimos e depósitos relativas a abril de 2021.

De acordo com os resultados apresentados pelo Banco de Portugal, nas novas operações de empréstimos a particulares para habitação, a taxa de juro média, em abril, reduziu 2 pontos base, para 0,82%, retomando a tendência de descida verificada nos últimos meses.

No mês em análise, os volumes de novas operações de empréstimos para habitação, consumo e outros fins totalizaram 1220 milhões, 387 milhões e 174 milhões de euros, respetivamente.

Quanto ao crédito ao consumo e para outros fins, as taxas de juro médias foram de 6,51% (6,45% em março) e de 3,94% (2,99% em março), respetivamente.

No que respeita à taxa de juro média dos novos empréstimos concedidos a sociedades não financeiras, a nota de informação estatística, revela que existiu um aumento de 3 pontos base face a março, para 1,99%.

Por segmento, a taxa de juro das operações abaixo de 1 milhão de euros aumentou 5 pb (pontos base), para 2,30%, e a taxa das operações acima de 1 milhão de euros diminuiu 5 pb, para 1,55%.

A taxa de juro média dos novos depósitos, até um ano, de sociedades não financeiras foi de 0,04%, menos 2 pb do que em março.

O relatório revela ainda que nos novos depósitos de particulares, até um ano, a taxa de juro média manteve-se em 0,05%.