DK lidera corrida aos fundos da ECS Capital

Na lista de ativos à venda pela ECS, encontra-se o Palácio do Governador, além de outros noves hotéis da marca NAU, no Algarve e no Alentejo.

De acordo com o Jornal Económico, a melhor proposta para a aquisição do Projecto Crow, que inclui um portfólio de imóveis geridos pelos fundos de reestruturação da ECS Capital, é a da Davidson Kempner Partners.

Este fundo deu a melhor oferta de entre as duas propostas finais (best and final offers) – €900 milhões – que foram apresentadas no passado dia 30 de setembro. A outra proposta vinculativa foi oferecida pelo consórcio Bain/Cerberus, que, por ter dado um preço mais baixo (€850 milhões), arrisca perder a corrida, avança a publicação.

Recorde-se que na lista de ativos que estão à venda, e que constituem o projecto Crow, encontra-se o Palácio do Governador, além de outros noves hotéis da marca NAU, no Algarve e no Alentejo. O portfólio dos fundos inclui também outros ativos, como os centros comerciais La Vie, situados no Funchal, Guarda, Porto ou Caldas da Rainha.

As unidades hoteleiras dos fundos que estão à venda são todas administradas pela NAU, uma operadora criada pela ECS em 2018 para administrar os ativos e incluem, para além do Palácio do Governador, o “Lago Montargil & Villas” no Alentejo, mas também vários ativos no Algarve, como São Rafael Atlântico, Salema Beach Village, Salgados Vila das Lagoas, Salgados Palace, Morgado Golf & Country Club, Salgados Palm Village Apartments & Suites, Salgados Dunas Suites e São Rafael Suites.

O objetivo é que a decisão seja tomada até ao final do ano para que a operação possa ser fechada no início de 2022.