Destaques do Mês de Dezembro em Portugal

Apesar de ser um período de abrandamento, efeito da época festiva, nem isso suavizou o mercado imobiliário que foi brindado com algumas das maiores transações e anúncios neste último mês do ano.

Dezembro assinalou-se como um mês de grandes operações e negócios nos vários segmentos, que validam a firmeza, estabilidade e resiliência com que o mercado se tem destacado nos últimos quase dois anos, altura em que iniciou a pandemia.

Prova disso, é mais uma vez a distinção que o país tem através do através do estrangeiro, Portugal foi distinguido com 12 prémios na 28ª edição nos World Travel Awards 2021, as principais distinções internacionais do setor do turismo. Os troféus que são atribuídos desde 1993, evidenciaram o domínio de Portugal em diversas categorias. A Madeira destacou-se por receber pelo sétimo ano consecutivo o prémio de “Melhor Destino Insular do Mundo”, enquanto que os Parques de Sintra foram considerados a “Melhor Empresa do Mundo em Conservação”, categoria em que arrecadou prémios nos oito anos anteriores. Também os Passadiços do Paiva foram considerados a “Melhor Atração de Aventura” pelo quarto ano seguido e o Dark Sky Alqueva ganhou a categoria de “Turismo Responsável”.

Mais para o final do mês, foi publicada uma portaria em Diário da República, indicando que o preço por metro quadrado para efeitos de IMI aumenta em 2022.  O aumento é de 25 euros face ao preço em vigor em 2021. O valor vai subir para 640 euros, um aumento de 4% face a 2020.  Esta atualização aplica-se a todas as avaliações de imóveis efetuadas a partir de 1 de janeiro de 2022.

Habitação

Neste segmento, o empreendimento Salgueiral Residences anunciou que 90% das frações estão já vendidas, num investimento superior a 13 milhões. O empreendimento está localizado no centro da cidade de Guimarães, com os mais elevados padrões de conforto, aliados à tecnologia mais sofisticada. O empreendimento disponibiliza mais de 70 apartamentos.

Escritórios

Entretanto o Grupo Ageas Portugal adquiriu um edifício de escritórios em Lisboa. A operação representa a quarta aquisição do Grupo no sector imobiliário em 2021, que totaliza 100 milhões de euros investidos este ano. O edifício Bloom está localizado em Sete Rios, em Lisboa, e conta com uma área bruta de construção acima do solo de 5.500 m2. O valor do investimento não foi revelado.

Logística

Já o mês ia a meio quando o Lidl Portugal inaugurou o primeiro centro logístico semi-robotizado num investimento de 73 milhões. É em Santo Tirso que pretende dar continuidade à aposta crescente que a cadeia de distribuição tem vindo a fazer na região Norte.  O recente e mais moderno centro logístico do Lidl já está a operar a 100%, assumindo o fornecimento das lojas do norte de Portugal, situado na Zona Industrial da Ermida, este entreposto ocupa um espaço de 48.000 metros quadrados e tem capacidade para abastecer mais de 100 lojas. A capacidade de armazenagem é de 55.000 paletes e conta com mais de 90 cais.

Residências de Estudantes

Ainda no início de dezembro, o Grupo Ageas Portugal, a Promiris e a Cetim assinaram um acordo para construir uma residência de estudantes no Porto. O valor de investimento não foi revelado e o início da construção estaria previsto para o final de 2021, espera-se que a residência abra portas durante o verão de 2023. O projeto Purposed Built Student Residence, próximo da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, será gerida pelo grupo francês Odalys e conta com 265 quartos.

NPL

Já no fim do mês, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), informou o montante pelo qual foi vendida uma carteira de crédito malparado do Novo Banco. O Projeto Harvey foi vendido por 52,3 milhões de euros. O portefólio que tinha o valor de 164,4 milhões de euros, no passado mês de setembro, foi vendido ao fundo Deva Capital Management Company e à AGG Capital, do grupo Arrow. Espera-se que a conclusão desta transação, nos termos acordados, tenha um impacto sobre a posição do capital do banco liderado por António Ramalho e em 2021 sobre a declaração de rendimentos.

Também no último dia do mês, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) avançou em comunicado que o Banco Montepio vendeu uma carteira de crédito malparado de 253 milhões de euros. A aquisição da carteira de NPL (Non-Performing Loans), que engloba 10.318 contratos registados, foi efetuada pelas entidades LX Investments Partners III, BTL Ireland Acquisitions II Designated Activity Company e BTLP Acquisitions I Unipessoal, Lda.

Ativos Alternativos

Já no final do mês e quase a concluir as operações de 2021, o grupo francês Icade Santé comunicou a aquisição de três hospitais Lusíadas e o Hospital Privado S. Gonçalo por 213 milhões de euros. A totalidade do fundo SaudeInveste, da Fidelidade, foi vendida ao grupo e o portefólio é composto por três hospitais privados do grupo Lusíadas e outro da HPA Saúde. Os quatro hospitais têm uma área total de 90 mil metros quadrados e mais de 500 camas. As quatro unidades hospitalares perfazem a totalidade do portefólio do fundo SaúdeInveste da Fidelidade. Este é o primeiro investimento em Portugal da francesa Icade Santé. Os três imóveis do grupo Lusíadas estão localizados em Lisboa, Porto e Albufeira, e o quarto imóvel o Hospital Privado S. Gonçalo, do grupo HPA Saúde, está situado em Lagos.