CGD obtém 187 milhões de euros com a transação dos fundos da ECS

A CGD divulgou o valor que alcançou com a venda das suas unidades de participação.

A Caixa Geral de Depósitos – CGD, anunciou o encaixe no que diz respeito ao processo de venda das unidades de participação no Fundo de Recuperação Turismo, Fundo de Capital de Risco (FRT) e FLIT – PTREL, SICAV-SIF (FLIT), e também com outros ativos do setor hoteleiro, nomeadamente o Projeto Crow, sendo esse valor de 187 milhões de euros, avança em publicação o Jornal Económico.

A contribuir para um crescimento estimado de 9 pontos base do rácio de capital CET1 da Caixa em relação ao rácio registado a setembro de 2022, está a redução da exposição no balanço aos Fundos de Reestruturação. O efeito previsto nos resultados do exercício de 2022 deverá ser positivo em cerca de 14 milhões de euros, antes de impostos.

O término desta transação resultou no encaixe de cerca de 233 milhões de euros para o BCP. Já o Projeto Crow, que envolve uma carteira de ativos hoteleiros de luxo no valor de 850 milhões de euros, tendo sido o maior negócio imobiliário de 2022, resultou num impacto positivo de 1,6 milhões de euros nos resultados consolidados do exercício de 2022.

No que diz respeito ao rácio de capital (CET1 na versão fully implemented), o BCP prevê que a redução da exposição no balanço a estes ativos, através das vendas realizadas, resulte no crescimento de cerca de 15 pontos base.