Antiga fábrica A Napolitana dá lugar a um colégio internacional

Engexpor faz a gestão do projeto que deverá estar concluído no primeiro semestre de 2024.

Localizada em Alcântara, Lisboa, a Antiga fábrica A Napolitana vai dar lugar a um colégio internacional. De acordo com o press release enviado ao brainsre.news, os trabalhos deverão estar concluídos no primeiro semestre de 2024, num projeto que irá preservar as quatro edificações do complexo e a construção de um novo edifício.

A primeira fase das obras, que contempla a execução das demolições para renovar os interiores dos edifícios e adaptá-los ao novo uso, assim como o reforço das estruturas, está em estágio avançado de desenvolvimento e para breve está previsto o início da segunda fase, relativa à execução das estruturas, renovação das fachadas, construção das coberturas e desenvolvimento das instalações especiais, acabamentos e paisagismo.

Os trabalhos estão a ser acompanhados pela Engexpor, que presta serviços de gestão de projeto e gestão da construção à RFR Group, uma empresa de origem norte-americana de investimento, promoção e gestão de imobiliário comercial e residencial, com sede em Nova Iorque. No desenvolvimento deste projeto está ainda envolvida a CGC (Calatrava Grace), uma empresa global na área de investimento e promoção imobiliária.

A conclusão de todos os trabalhos está prevista para o primeiro semestre de 2024, estando em avaliação uma abertura parcial da escola para setembro de 2023 com a valência de Jardim de Infância.

O projeto de reabilitação da antiga unidade fabril, da autoria do arquiteto Frederico Valsassina, prevê manter os quatro emblemáticos edifícios do complexo preservando as fachadas originais, uma referência da arquitetura industrial portuguesa do início do século XX na cidade de Lisboa.

Para a instalação e funcionamento do colégio internacional, o projeto contempla ainda a construção de um novo edifício destinado a estacionamento, atividades artísticas desportivas. As construções que serão renovadas irão acolher salas de aula e serviços administrativos (edifício 1), refeitório e auditório (Edifício 3) e administração e laboratórios (Edifício 4). A área total do edificado ascende a 13.900 metros quadrados.

Pedro Grilo, Director da Engexpor em Portugal comenta: “É com enorme satisfação que estamos a acompanhar este projeto para a instalação de um novo colégio internacional em Alcântara (…) porque reabilita, preserva e dá um novo uso a um conjunto arquitetónico que faz parte da história da cidade de Lisboa. A instalação de uma instituição de referência nestes edifícios irá ajudar a revitalizar e valorizar esta zona da cidade, anteriormente de cariz essencialmente industrial, com características muito próprias e que está em profunda transformação.”

Os valores do investimento não foram revelados.