Antas Green é o novo empreendimento que vai nascer no Porto

Em pouco mais de um mês foram vendidos 20% dos 182 apartamentos inicialmente disponíveis.

As obras do empreendimento situado na Alameda que levava ao antigo estádio das Antas, no Porto, já arrancaram e a conclusão da obra está prevista para o 3º trimestre de 2023. Num mês foram vendidos 20% dos 182 apartamentos inicialmente disponíveis numa das áreas mais procuradas para imobiliário residencial na cidade do Porto, onde está a nascer o novo empreendimento que promete trazer mais vida à invicta.

O Antas Green foi projetado a pensar em famílias de classe média/alta, ocupa um terreno de 4.180m2, onde está já a nascer um condomínio privado com 182 frações de habitação, com tipologias de T0 a T4 duplex. São cerca de 16.300 m2 de área bruta privativa e quatro frações comerciais. As áreas variam entre os 45m2 e 200m2, com preços entre 77.000€ e 712.000€.

Além da proximidade ao Estádio do Dragão, o Antas Green está muito próximo de supermercados, comércio tradicional, centros comerciais, clínicas médicas, caixas multibanco, assim como a uma ampla rede de transportes.

Ainda antes do início da comercialização e em pouco mais de um mês, foram vendidos 20% dos apartamentos inicialmente disponíveis. A comercialização das frações está entregue à Réplica, empresa com mais de 30 anos de experiência no mercado imobiliário. A promoção é da responsabilidade da Norfin e Whitestar Asset Solutions, ambas empresas do Grupo Arrow Global, com vasta experiência na gestão de investimento e desenvolvimento imobiliário em Portugal.

De acordo com Francisco Sottomayor, CEO da Norfin e Head of Real Estate da Arrow Global em Portugal, “O Antas Green é um empreendimento único, pois concilia a tranquilidade e os espaços verdes com a vida de uma cidade tão cosmopolita como é o Porto, além de estar numa das localizações mais procuradas da Invicta”.

O empreendimento disponibiliza um jardim paisagístico privativo com mais de 1.500m2, ginásio e parque infantil exteriores, varandas e terraços privados com vista de jardim, arrecadações individuais, sala de condomínio com espaço de coworking, parque de estacionamento com mais de 300 lugares e postos de carga para automóveis elétricos.

O projeto de arquitetura foi desenvolvido pela Barbosa & Guimarães Arquitetos, gabinete do Porto reconhecido por projetos públicos de reabilitação urbana, assim como por projetos privados, nas áreas da habitação, do comércio, dos escritórios e da hotelaria e turismo, com diversos prémios e menções honrosas.