70 fogos em Lisboa financiados pelo PRR num investimento de mais de 6,2 milhões de euros

O investimento está enquadrado na Estratégia Local de Habitação do município de Lisboa.

De acordo com o comunicado da página oficial da República Portuguesa publicado ontem, foi lançada a primeira pedra da construção de 70 fogos no Bairro Padre Cruz, em Lisboa.

Ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência foi assinado o contrato de financiamento que permitirá financiar a 100% a fundo perdido este investimento de mais de 6,2 milhões de euros, no âmbito da Estratégia Local de Habitação do município de Lisboa.

Pedro Nuno Santos, Ministro das Infraestruturas e da Habitação, acompanhado pela Secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves, participou na cerimónia e salientou que o problema da habitação só se resolverá com o aumento da oferta pública. “Temos apenas 2% de habitação pública, o que torna mais difícil a resposta às necessidades. Mesmo demorando, o parque habitacional público é a única forma de dar respostas às pessoas”.

O Ministro Pedro Nuno Santos acrescentou ainda que “no curto prazo, não ignoramos que é difícil resolver um problema que se veio acumulando ao longo de anos. Temos, de facto, preços proibitivos em várias partes do País, desde logo em Lisboa. Não há uma bala de prata. Vamos recorrer a todos os mecanismos que temos ao dispor para um problema que é gigante”.

Pedro Nuno Santos referiu que o Governo vai estudar as melhores práticas europeias, mas relembrou que o congelamento dos preços marcou a forma como foi dada resposta às necessidades de habitação da população e que a mesma não devia ter sido feita às custas do setor privado, mas deveria ter sido resposta pública.